‘COMO A CIGARRA ARREBENTA DE TANTA LUZ E ENCHE DE SOM O AR …(Milton Nascimento/ Ronaldo Bastos)
‘HÁ ALMAS QUE TÊM A MAIS LOUCA ALEGRIA QUE É QUASE AGONIA QUASE PROFISSÃO(Sueli Costa/ Abel Silva)
‘VOCÊ É MEU POVO VOCÊ É MEU SAMBA VOCÊ É A BOSSA E A MINHA VOZ(Martinho da Vila)
‘A ALMA DESEMBESTA, É FESTA, É FESTA, É FESTA(Ivan Lins/ Paulo César Pinheiro)
‘SOU SÓ UM ENTE VIVENTE COM SENTIDOS, BOCA, OLHOS E OUVIDOS, BEM VIVIDOS(Alzira E./ Vera Motta)
É MELHOR SER

'EU SOU UMA VOZ'

ELA nasceu em Salvador, na “Bahia abençoada por todos os santos e todos os sons”, em 25 de dezembro de 1949: Simone Bittencourt de Oliveira. Mudou-se para São Paulo na década de 1960. Jogou basquete, formou-se em Educação Física, lecionou por algum tempo, depois a música a encontrou definitivamente. Lançou seu primeiro álbum em 20 de março de 1973, no título apenas seu nome: “Simone”. Logo no início percorreu o caminho da fina flôr da MPB. Deu vida e eternizou canções, hoje clássicos indissociáveis de sua voz.

Lotou ginásios, estádios e corações. Simone de tantas músicas, sendo uma delas mais que especial, a dos versos personalíssimos de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos, "Como a cigarra arrebenta de tanta luz e enche de som o ar", que deu nome a um disco, gravado em 1978, e um apelido a cantora, Simone passou a ser também conhecida como Cigarra. Com mais de 4 décadas de carreira, mais de 40 álbuns lançados e muitas temporadas de shows, Simone de várias faces e fases. Há os que se encantam com todas, outros, com muitas ou algumas. Seja o que for, o “Todo” ou “Pedaços”, neste espaço virtual que evoca os cafés – com sua mistura de pessoas, opções e aconchego para ler, ouvir e ver – a carreira de Simone é o próprio ambiente. Você encontrará músicas, vídeos, fotos, discografia completa, todas as letras, participações e trilhas sonoras, recordações, momentos, histórias, raridades e mais.

Aqui não há TUDO de Simone – o que seria uma pretensão utópica – mas há MUITO, e sempre em busca por mais. Este site é muito mais um quebra-cabeça de muitas peças, a ser montado com prazer, paciência e perseverança, do que um álbum de figurinhas ansioso a ser exibido.

Escreveu o poeta Fernando Pessoa que "O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia/ Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia/ Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia". Este site-homenagem é "o rio da minha aldeia".

Seja bem vinda, SIMONE! Sejam bem vindos!


“Música é mansidão, é inspiração, é uma força estranha. Música é alívio, música é doçura, é suavidade, é alma. Música é energia, é sangue, é suor, é raça, é precisão, é pulsação, é ar e é o dom que Deus me deu”


SIMONE DISCOS
  SIMONE grava o seu primeiro disco em finais de 1972, pela ODEON/EMI, lançado em 20 de março do ano seguinte, data que ela sinaliza como o início de sua carreira. Após onze álbuns lançados pela...
SHOWS SIMONE
  "Ali (a porta do camarim) eu já estou tremendo. Aí vem o corredor escuro, você ouve de longe o barulho do pessoal. O joelho treme, a garganta aperta. Parece que você não vai acabar...
SIMONE ‘PALCOS AZUIS’
ALGUNS palcos que fazem parte da vida e da arte de Simone, assim como ALGUNS lugares de sua infância. De tantas estréias, histórias, momentos marcantes, cidades, países, tantos palcos …, neste álbum, alguns deles. As...
SIMONE POR FLÁVIO RANGEL
“Ela é especial … Simone se empenha muito em tudo o que faz e se interessa profundamente em evoluir a cada dia mais um pouco. Por tudo isso, vejo o seu presente como uma coisa...

“Algumas coisas não me satisfazem. Mas se canto ‘porque ainda é inverno em nosso coração‘, é porque há esperança de dias melhores.” (SIMONE)

 

“Eu não poderia viver sem cantar. Eu posso não cantar todos os dias, mas viver sem o canto, sem a música, sem o palco, é como se a respiração me faltasse, como se a energia escapulisse de mim. É inviável pra mim. A minha vida é essa. A minha vida é cantar, é estar no palco, no estúdio, viajando, sempre com a música, e ‘viajando’ com a música – as viajens que ela proporciona” (SIMONE)

Simone & Zélia Duncan: o que o passar dos anos fez desencontrar, a Casa Da Música uniu
Simone & Zélia Duncan: o que o passar dos anos fez desencontrar, a Casa Da Música uniu
RITA PEREIRA | PALCO DAS ARTES | PORTO, PORTUGAL | 09.10.2017 Noite de outubro a lembrar uma noite de verão e, não sendo britânicas, a...
Leia mais
Manhãs da M80 – 5 Minutos com Simone e Zélia Duncan
Manhãs da M80 – 5 Minutos com Simone e Zélia Duncan
M80 | PORTUGAL | 04.10.2017 Entrevista com Simone e Zélia Duncan Simone e Zélia Duncan sobem daqui a pouco ao palco do Casino Estoril para...
Leia mais
10 perguntas a Zélia Duncan e Simone a menos de 24 horas do concerto
10 perguntas a Zélia Duncan e Simone a menos de 24 horas do concerto
PETRA ALVES | DELAS.PT | PORTUGAL | 04.10.2017 Estivemos à conversa com duas das vozes grandes da música brasileira, em Portugal para cantar Amigo é...
Leia mais
Portugal junta Simone e Zélia Duncan em palco nos dez anos de Amigo é Casa
Portugal junta Simone e Zélia Duncan em palco nos dez anos de Amigo é Casa
NUNO MARTINS | PÚBLICO | LISBOA, PORTUGAL | 03.10.2017 “Duas pessoas com vozes fortes, duas mulheres, sem competir, só somando”: é assim que Simone e...
Leia mais

 

“As redes sociais são importantes porque permitem que os fãs tenham mais proximidade com os artistas que admiram e também funcionam como um arquivo vivo da sua obra.” (SIMONE)