SHOW DESEJOS (1984)

  Apresentação | Roteiro | MúsicosFicha Técnica | Simone fala | FigurinosLugares | Imprensa | Vídeos | Áudios | Fotos | Programa | Disco   


show DESEJOS

Com Simone
Estréia: 7 de dezembro de 1984
Local: Palace, São Paulo SP

 

APRESENTAÇÃO | Riso de Estrela – Simone promove a alegria em seu novo espetáculo
Simone viu sua estrela brilhar com maior intensidade, nos últimos anos, na esteira da invasão de estádios e ginásios pela música brasileira. Acompanhada por grandes orquestras, provou ser imbatível em arrebatar platéias gigantescas, algo que nem sempre conseguiu em espaços mais tradicionais. Em seu novo show, DESEJOS (…) a cantora montou um espetáculo igualmente eficiente para platéias menores. A orquestra – acompanhamento que adotava desde 1979 – foi substituída por um grupo de oito músicos. Os cenários, antes discretos, deram lugar a uma festa de luzes piscantes, plataformas móveis e truques especiais que fazem, por exemplo, chover no palco. E a Simone que se vê em cena evita arroubos dramáticos: é uma intérprete quase sempre sorridente e esfuziante. O resultado é uma boa surpresa, embora lhe falte o fôlego de uma Elba Ramalho.
Nessa virada em direção a um espetáculo mais ágil e divertido, pelo qual é responsável também o diretor Jorge Fernando (…) Simone só manteve intacto o seu grande carisma em cena.
Dona de amplos recursos vocais, sensual no uniforme que adotou para a temporada – duas versões de roupas brancas transparentes, com sutiãs à mostra -, Simone redescobre o prazer de ocupar o palco através dos três blocos em que estão divididas as 21 canções do show. No primeiro bloco interpreta canções de estrutura mais tradicional, como “Esquinas”, de Djavan, e “Coração de Estudante”, de Wagner Tiso e Milton Nascimento. O segundo bloco é dedicado às canções românticas ou reflexivas e aí combina autores tão diversos como Chico Buarque (“Tatuagem”) e Roberto Carlos/ Erasmo Carlos (“Eu Preciso de Você”). No terceiro bloco, seis sambas rasgados encaminham para um final apoteótico.
Restam dois estrondosos escorregões do show, nos quais tudo é desastroso – o repertório, a cenografia e a interpretação. O primeiro dele é na música “Canción con todos” (Armando Tejada Gómez/César Isella), uma daquelas repetitivas canções “latino-americanas” em moda nos anos 70 e que se pensava banidas do repertório dos grandes intérpretes. O segundo naufrágio ocorre quando Simone, empoleirada dentro de um desengonçado globo iluminado, é suspensa sobre o palco, cantando nada menos que “Imagine”, de John Lennon (…) Mas no final das contas diluem-se no resultado do espetáculo: Simone, como poucos intérpretes, sabe prender a atenção do espectador.
[Okky de Souza, Veja, 19.12.1984]

 


IMPRENSA

icon-imprensa-1984desejos

Simone, sem malabarismo sexual – A cantora , que lançou o LP DESEJOS, estréia amanhã no Palace e garante: não é megalomaníaca, apenas está cansada de ver miséria.
Simone, a sensual bombshell da MPB, parece cansada de ser o obscuro objeto do desejo de seus (suas) excitadíssimos (as) fãs. Os (as) fetichistas, portanto, podem perder as esperanças se imaginam que o palco do Palace, a partir de amanhã, vai estar repleto de almofadas cor-de-rosa ou que a cantora prestará alguma homenagem a Onã, como no show realizado exatamente há um ano, no Ibirapuera. Em DESEJOS, primeiro show não dirigido por seu amigo Flávio Rangel, nos últimos anos, Simone pretende apenas cantar. (…)
[Antonio Gonçalves Filho, Folha de S. Paulo, 06.12.1984]

Como uma pedra bruta que ainda precisa ser lapidada para se tornar preciosa, Simone estreou semana passada no Palace, com lotação quase esgotada, mostrando o espetáculo DESEJOS, em que o principal defeito é o excesso.
Há cenários e marcações demais, além de numerosas referências cinematográficas que, apesar de aplaudidas pelo público, ficariam melhor me doses menores (…)

Quando as cortinas se abrem, DESEJOS mostra seu primeiro impacto: um belo cenário que sustenta neons com os nomes dos músicos. Um microfone incrustado num pedestal de acrílico emerge no meio do palco, criando um contraste (pouco eficiente) com a estrutura (…)

“Emoções” (Roberto/ Erasmo) é marcada por passos que remetem o espectador ao filme “cantando na chuva”. Tranquila, como se estivesse passeando, Simone desfila num modelito branco franzido, quase transparente, com sutiã “meia-taça”, semelhante ao de Rita Hayworth usou no filme “Gilda” (…)

Nas cações que formam a primeira metade do show, há praticamente um efeito visual para cada música. De todos, o mais aplaudido é a chuva artificial, durante a música “Um desejo só não basta” (Fausto Nilo/ Francisco Casaverde). O melhor, entretanto, é a cidade-cenário de “Esquinas” (Djavan), docemente interpretada pela cantora. Mesmo diante de um “céu” iluminado por um exagerado número de lâmpadas, os elementos se combinam. Quanto à direção musical de Eduardo Souto Neto, que comanda que comanda uma banda de sete excelentes músicos, alguns reparos de estilo: “Coração de estudante” (Milton/ Tiso), não fica bem numa marcação do tipo marcha-rancho; e “Cancion con todos” (Tejada Gomes/ Sella) parece perdida num bloco que nada tem de latinidad.

Simone disse, em entrevistas, que seu projeto era fazer um espetáculo “pra cima, alto astral”. Conseguiu (…)
[Antonio Mafra, O Globo, 11.12.1984]

(…) Em DESEJOS ela vem seguindo as determinações do esfuziante diretor Jorge Fernando, que mudou sua postura de palco: consegue até que ela ensaie uns passinhos de samba, mas nada pode fazer com a excessiva eloquência da cantora.

Ela já disse que compensa o seu desconhecimento musical com uma interpretação apaixonada, vibrante (…)

(…) Américo Issa e Jorge Fernando armam um cenário com grandes estruturas metálicas, que os coloca à frente, lado a lado com a estrela (…) Entre as duas partes deste grande palco, acontecerão fantásticas (e ás vezes excessivas) trocas de cenários – não há praticamente duas canções com o mesmo palco. Simone com isto, aparece literalmente em todos os cantos – sai dos subterraneos e é elevada às alturas por um balão de luzes – num show, no mínimo, de grande agilidade (…)
[Maria Amélia Rocha Lopes, Jornal da Tarde, dezembro de 1984]

 


SIMONE FALA SOBRE O SHOW

(…) O show está emocional, bonito e desafiante. Dependendo do clima, dá para rir ou chorar. Além das músicas do novo LP (…) cantarei ‘Caçador de mim’, ‘O amanhã’, ‘Delírios, delícias’, ‘Só de amor’ e, se o público exigir, ‘Pra não dizer que não falei de flores’.”
[O Estado de S. Paulo, 07.12.1984]


FIGURINOS
Criação: Ísis de Oliveira


VÍDEOS
Alguns momentos de “Desejos”
 

 
Simone no show “Desejos”
(Foto: Acervo Hélia Lima)

 

ROTEIRO
[Extraído do Programa do Show]


1. Caçador de mim
(Luiz Carlos Sá/Sergio Magrão)
2. Emoções
(Roberto Carlos/Erasmo Carlos)
3. Saga
(Eduardo Dusek/Luís Carlos Góes)
4. Esquinas
(Djavan)
5. Como nossos pais
(Belchior)
6. Coração de estudante
(Wagner Tiso/Milton Nascimento)
7. Cancion con todos
(Armando Tejada Gómez/César Isella)
8. Um desejo só não basta
(Fausto Nilo/Francisco Casaverde)
9. Vinheta Miss Suéter
(João Bosco/Aldir Blanc)
10. Tatuagem
(Chico Buarque/Ruy Guerra)
11. Eu preciso de você
(Roberto Carlos/Erasmo Carlos)
12. Imagine
(John Lennon)
13. Começar de novo (Instrumental)
(Ivan Lins/Vitor Martins)
14. Bandeira Branca
(Laércio Alves/Max Nunes)
15. Jeitinho brasileiro
(João Bosco/ Aldir Blanc/ Paulo Emílio)
16. Dr. Getúlio
(Edu Lobo/ Chico Buarque)
17. O amanhã
(João Sérgio)
18. Depende de nós
(Ivan Lins/ Vítor Martins)
19. Vai passar
(Chico Buarque)
20. Por um dia de graça
(Luís Carlos da Vila)


MÚSICOS

Banda Amorosa
Dx7, Prophet V, Prophet T.8: Eduardo Souto Neto
Piano Yamaha Dx7: Cristóvão Bastos
Piano Roland Juno: Ricardo Leão
Guitarra, Violão e Vocal: Natan
Baixo e Vocal: Jorjão
Bateria: Picolé
Percussão: Peninha e Chacal

 
FICHA TÉCNICA

Criação: Simone/ Jorge Fernando
Direção: Jorge Fernando
Direção Musical e Arranjos: Eduardo Souto Neto
Criação de Iluminação: Jorge Fernando
Cenários: Américo Issa/ Jorge Fernando
Figurino: Ísis de Oliveira
Cenotécnico: Antonio Gentil
Divulgação: Ivone Kassu/ Maria Inês Neves
Coordenador Geral: Carlos Raguso (Pepe)
Agradecimentos Especiais: Yes Brasil/ Simão Azulay e Firmino
Realização: Eventu’s



DISCO 

DESEJOS
[CBS, 1984]

Apresentação do disco
ICON-1984-desejosdisco-programa


PROGRAMA DO SHOW 
ICON-1984-desejosshow-programa


FOTOS 
1984-ICON-desejos


LUGARES

A estréia do show “Desejos” foi no (extinto) Palace em São Paulo
[Foto: Luiz Aureliano]

 

Divulgação do show “Desejos” no Palace

 

Ingresso para o show “Desejos” no Palace